Cibersegurança Startup

NoRoot Data Firewall

O que é Firewall?

Criado na década de 80, o firewall é um controlador de todas as requisições de uma rede, tanto de entrada como de saída. Sendo um dispositivo de segurança de software ou hardware necessário em diversos equipamentos e ambientes organizacionais, é capaz de monitorar o tráfego e bloquear específicos, de acordo com o que a segurança da rede demanda. Para isso, possui três formas de mapeamento dos dados:

  • Controle de estado: Inspeciona o estado da rede, analisando os pacotes de forma automatizada, localizando o que deve ser controlado e bloqueado pelo dispositivo, sendo a tecnologia de firewall mais atualizada.
  • Firewall de aplicação: Analisa todos os controles necessários para uma rede interna, tendo acesso aos registros, logs e outras informações. Porém, será necessário um servidor e máquina com potência suficiente para que seja processado por todos os usuários da rede.
  • Filtragem de pacotes: Controle do que pode ou não ser acessado, por meio das informações de entrada ou saída de rede. Tendo em vista que alguns são estáticos, é preciso que nestes as configurações sejam adaptadas, para que seja o mais abrangente possível. No entanto, já existem firewalls de filtro por pacote que se adaptam mais à rede do usuário, sendo uma filtragem mais simples, que é encontrada em Sistemas Operacionais e roteadores.

E o que é o NoRoot Data Firewall?

A partir da existência do firewall, foi criado o NoRoot Data Firewall, software que surgiu com o desejo dos usuários em poderem controlar individualmente e coletivamente a rede utilizada pelos programas instalados em seus dispositivos, a fim de liberar e aumentar o alcance ou restringir o fluxo e economizar dados de rede.

Para que isso seja possível, é utilizado a VPN (Rede Privada Virtual), que permite trafegar entre os dados utilizados pelos aplicativos instalados, de modo que só seja  gasto do pacote de dados da rede com a permissão do administrador. Além disso, o gestor da rede pode filtrar as requisições por host, domínio e endereço de IP, e também escolher qual rede disponível ele deseja utilizar. Sendo assim, o NoRoot Data Firewall tem a finalidade de dar total controle ao usuário, para administrar o uso de sua rede, sem ter a necessidade de ter dispositivos físicos instalados na máquina.

Por isso, a importância de existir o NoRoot data firewall, para que o usuário possa abrir barreiras na rede de computadores e, caso haja desregulamento do tráfego de redes distintas, há a possibilidade de permitir ou impedir a transmissão de dados nocivos ou suspeitos de uma rede a outra.

Logo, caberá ao utilizador do sistema ou da rede regular as permissões de acesso do firewall, causando uma inversão dos papéis. Isto porque, geralmente, tais permissões não são de acesso do usuário e sim, da máquina ou do sistema operacional, o que concede maior autonomia na gestão das conexões.

Contudo, é necessário sabedoria na sua utilização, pois caso for de maneira indevida, pode deixar a rede ou o sistema totalmente vulnerável aos ataques de hackers.

Quem deve possuir um NoRoot Data Firewall?

Além de empresas capacitadas no tratamento de conexões de rede, o NoRoot Data Firewall é um aliado muito interessante para organizações que necessitam eliminar os custos operacionais, visto que com uma seleção melhor dos recursos gastos, pode-se evitar a utilização de requisições que não estão sendo utilizadas, pois com o NoRoot é possível programar avisos de recebimentos dos locais que estão realizando requisições e consumindo dados.

Os malefícios do NoRoot Data Firewall

Apesar dos seus diversos pontos positivos já citados, é preciso salientar sobre os negativos. Além de ser um software que pode deixar a rede exposta, pode haver sua utilização por pessoas mal intencionadas.

Essas pessoas invadem as redes alheias, visando impedir ou liberar requisições de rotas de servidores desconhecidos, o que ocasiona tráfegos e diversos tipos de ataques para benefício próprio, bem como a instalação de malwares no dispositivo da vítima e furtos de informações privadas.

Importância do firewall para a segurança do dispositivo

Por mais que o NoRoot Data Firewall possa ser muito interessante em vários casos de uso, o firewall deve ser mantido e priorizado para evitar tantos ataques internos como externos na rede. Apesar de impedir tráfegos sabidamente não nocivos em alguns casos, na grande maioria das vezes ele tem a capacidade de detectar com qualidade o que é saudável para a sua rede ter acesso, sendo uma barreira extremamente eficiente entre o computador e a internet.

Conclusão

O NoRoot Data Firewall é um instrumento que possui o propósito de dar independência ao usuário, no que ele deseja permitir ou impedir o acesso de requisições que os aplicativos executam na rede, podendo liberar conexões antes bloqueadas pelo firewall. Porém, apesar de ser um ótimo recurso, pode trazer consequências ruins para a segurança da rede, uma vez que a liberdade sem a supervisão do firewall para impedir ataques indevidos, deixará sua privacidade de rede desprotegida.

Sobre o Autor

Leandro Lima
Leandro Lima
Leandro Lima é entusiasta da Computação em Nuvem e apaixonado por disseminar conhecimento sobre inovação e novas tecnologias. Especialista em Cibersegurança e Cloud Computing Atualmente exerce a função de Head de Tecnologia e Transformação Digital na DCIT TECNOLOGIA. Possui mais de 25 certificações profissionais em TI, dentre elas, Cisco CCNA / CCNP / ITIL / AWS Technical Professional / AWS Business Professional e AWS Solutions Architect Associate.