Cibersegurança Segurança da Informação
Analista de segurança da informação: o que é?

Analista de segurança da informação

A segurança da informação é um campo extremamente importante no ambiente de negócios atual, uma vez que a maioria das organizações depende fortemente de sistemas de informação em seu trabalho diário. 

O analista de segurança da informação é responsável por proteger todas as informações confidenciais de uma empresa. É alguém que monitora, previne e toma medidas para preservar os dados sigilosos, ficando um passo à frente dos ciberataques. Suas ações criam soluções inovadoras para evitar que dados importantes sejam roubados, danificados ou comprometidos por hackers.

Com o aumento de hackers e violações de dados que atingem as empresas e o governo, há uma necessidade maior de manter as informações pessoais e ultrassecretas protegidas dos ataques cibernéticos. Os analistas de segurança da informação ajudam a desenvolver, implementar e garantir a conformidade das políticas, para proteger os dados de uma organização contra acessos ou uso indevido, erguendo firewalls e criptografando as transmissões de dados, a fim de resguardar as informações confidenciais, à medida que são recebidas ou transmitidas. Lembrando que esses ataques podem vir tanto de dentro como de fora da empresa.

O que um analista de segurança faz?

O trabalho do analista de segurança visa identificar pontos fracos nos sistemas de segurança de redes, corrigir ou responder a problemas e evitar que ocorram violações futuras. Os analistas podem usar vários softwares, incluindo programas projetados para criptografar e proteger dados, que aumentam e fortalecem a segurança digital.

O papel desse colaborador é crucial, pois capacita empresas e organizações a proteger melhor os dados de clientes e usuários, por sua vez, mantendo a integridade e a reputação dessas organizações. Além disso, seu trabalho promove a conscientização sobre a segurança na empresa, preservando a segurança dos dados do computador e a eficiência da rede e do servidor. Os analistas documentam, ainda, testes, políticas e procedimentos de segurança e emergência. Portanto, os requisitos legais de segurança da informação podem mudar, o que exige que o analista fique a par dos requisitos regulamentares.

O analista de segurança da informação pode ser incluído no planejamento de outras ameaças aos dados da organização, como ameaças causadas por manutenção de energia para os servidores, em caso de uma interrupção local, e planejamento para operações contínuas em sites alternativos, na ocorrência do site de operações principal precisar ser encerrado.

Os analistas de segurança da informação se concentram em três áreas principais:

Avaliação de risco – identificação de problemas que uma organização pode enfrentar;

Avaliação de vulnerabilidade – determinando os pontos fracos de uma organização;

Planejamento de defesa – instalação de proteções, como firewalls e programas de criptografia de dados.

Esse profissional pode assumir novas funções à medida que avança na carreira. Por exemplo, analistas de segurança de nível básico podem assumir funções de nível inferior em equipes de TI, ajudando os usuários a navegar em novos sistemas e instalar novos softwares. Analistas mais experientes podem projetar e implementar sistemas completos de segurança e firewalls, supervisionando equipes de profissionais de segurança e TI.

Em empresas e organizações maiores, os analistas podem trabalhar com equipes de especialistas em rede, tecnologia da informação (TI) e computadores. Nesse caso, geralmente o trabalho com esses outros profissionais é para projetar protocolos e sistemas de segurança e para proteger os dados da empresa contra hackers e violações.

O Bureau of Labor Statistics (BLS) dos EUA estima um crescimento de empregos de 32%  no campo da análise de segurança da informação de 2018-2028, muito mais rápido do que a média. Como o mundo depende cada vez mais da tecnologia e de interfaces digitais para armazenar e compartilhar informações, os analistas de segurança desfrutam de maior demanda.

Saiba como reduzir custos de TI sem perder qualidade

Sobre o Autor

Leandro Lima
Leandro Lima
Leandro Lima é entusiasta da Computação em Nuvem e apaixonado por disseminar conhecimento sobre inovação e novas tecnologias. Especialista em Cibersegurança e Cloud Computing Atualmente exerce a função de Head de Tecnologia e Transformação Digital na DCIT TECNOLOGIA. Possui mais de 25 certificações profissionais em TI, dentre elas, Cisco CCNA / CCNP / ITIL / AWS Technical Professional / AWS Business Professional e AWS Solutions Architect Associate.